Programa de Saúde na Escola (PSE) inicia suas atividades em Mangabeira

Nesta terça, (16), o Governo da Mudança, através da Coordenação de Atenção Básica e da Secretaria de Educação, iniciou as atividades do ciclo 2019 do PSE – Programa de Saúde na Escola. A equipe da Unidade Básica de Saúde Irmã Blandina, do Portão realizou diversas atividades na Escola Infantil Vovó Dedé, tais como: orientações de combate ao mosquito Aedes Aegypti; avaliação da saúde bucal e aplicação de flúor; promoção da alimentação saudável; verificação da situação vacinal e avaliação antropométrica, dentre outras. Para isso, contou com a participação das estagiárias de nutrição e odontologia, enfermeira, odontóloga, nutricionista e agentes comunitários de saúde.

Já a Unidade de Saúde da Família, Dr. Otto Alencar realizou uma grande ação em parceria com a FAMAM na Escola Viana. Estudantes dos cursos de Enfermagem e Odontologia, bem como os profissionais da unidade de saúde desenvolveram atividades com os alunos, como orientações sobre escovação e aplicação de flúor. Também aconteceram palestras sobre o combate ao aedes aegypti, dinâmicas e exibição de vídeos didáticos.

O Programa Saúde na Escola (PSE) é uma política intersetorial da Saúde e da Educação, voltada a crianças, adolescentes, jovens e adultos da rede pública de ensino. A articulação entre as equipes de saúde e as escolas do município é a base do programa e preconiza o desenvolvimento de ações, através de práticas de promoção da saúde, prevenção de doenças e acompanhamento das condições clinicas dos alunos. Em Governador Mangabeira, tão logo assumiu a gestão em 2017, o Governo da Mudança aderiu ao programa. A adesão é bianual e os expressivos resultados obtidos em 2017 e 2018 fizeram que com que a Prefeitura renovasse a adesão para o período 2019/2020.

Estas são as 12 ações do Programa de Saúde na Escola – PSE, a serem desenvolvidas pelas equipes de Saúde e Educação:

• Ações de combate ao mosquito Aedes aegypti;
• Promoção das práticas corporais, da atividade física e do lazer nas escolas;
• Prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas;
• Promoção da cultura de paz, cidadania e direitos humanos;
• Prevenção das violências e dos acidentes;
• Identificação de educandos com possíveis sinais de agravos de doenças;
• Promoção e avaliação de saúde bucal e aplicação tópica de flúor;
• Verificação e atualização da situação vacinal;
• Promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil;
• Promoção da saúde auditiva e identificação de alunos com sinais de alteração;
• Direito sexual e reprodutivo e prevenção de DST/AIDS;
• Promoção da saúde ocular e identificação de alunos com sinais de alteração.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Últimas Notícias

Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Aenean lacinia bibendum nulla sed