Prefeito assina Ordem de Serviço para implantação do Projeto de Iluminação Pública em LED

Na tarde desta quarta-feira (16), o prefeito Marcelo Pedreira assinou o contrato e a Ordem de Serviço para implantação do Projeto de Iluminação Pública em LED, que vai tornar a cidade muito mais bonita, iluminada e segura. Em um investimento de quase cinco milhões de reais, serão substituídos 2.847 pontos da iluminação pública, na sede e na zona rural, e 1.860 pontos nos diversos órgãos públicos que compõem a estrutura do governo municipal.

Esta é uma ação inédita na região, Governador Mangabeira será o primeiro município do Recôncavo que contará com iluminação pública 100% em LED e o quarto da Bahia a implantar um sistema desta magnitude. “Além de embelezar e modernizar o município e contribuir para a segurança pública, a implantação do projeto vai nos permitir prestar serviços ainda mais eficientes na manutenção, pois a empresa contratada vai, por cinco anos, cuidar dar reposição de lâmpadas e toda conservação do equipamento, tendo por obrigação atender à reclamação do consumidor em um prazo máximo de 72 horas”, explicou o prefeito.

Marcelo também adiantou que será criada uma estrutura para que a população possa relatar, através do Whatsapp com um numero exclusivo, eventuais problemas com a iluminação pública, agilizando assim a resolução.

Além de todos os benefícios já citados, o projeto permitirá uma significativa redução de despesas, onde a Prefeitura deverá economizar mais de 60% com iluminação pública. Além da redução no consumo, o equipamento tem uma vida útil estimada de 15 anos – no atual, são apenas oito meses –, o que vai permitir economia também com a manutenção.

“A Prefeitura gasta com iluminação pública mais de 60 mil reais por mês. Em um ano, somente com a conta, temos uma despesa quase 800 mil reais. Quando somamos a manutenção, ultrapassa a casa de um milhão. Foi por isso que fizemos esse conjunto de esforços, onde a Prefeitura tem a sua parte, mas também tivemos que criar a CIP. Um imposto justo, porque quem pode pagar, vai pagar um pouco, e quem não pode, não vai pagar nada. Isentamos totalmente da CIP a população considerada de baixa renda, as contas de tarifa urbana com consumo até 60 kw/h e de tarifa rural até 100kw/h. É um imposto que vai retornar em benefícios para a população”, esclareceu o gestor.

Já os representantes da IRS, empresa vencedora da licitação, acrescentaram que este é um projeto de eficiência energética diferente de tudo que se vê no mercado e reafirmaram o compromisso de entregar uma cidade muito mais iluminada. Eles contaram ainda que o sistema é o mesmo utilizado em algumas das cidades mais modernas do mundo, como Nova Iorque, Londres e Hong Kong, e que, por ser um projeto caro, é um investimento muito corajoso para um município com um orçamento modesto como Governador Mangabeira.

A empresa já iniciou os trabalhos com visitas técnicas e estudos e, em breve, começará a substituição do equipamento. As primeiras localidades a receberem o novo sistema de LED serão o bairro do Portão e o distrito de Quixabeira, demonstrando a igualdade no tratamento dado pelo Governo da Mudança à sede e à zona rural.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Últimas Notícias

Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Aenean lacinia bibendum nulla sed