CMS promove VI Conferência Municipal de Saúde no Clube Cultural.

Na manhã de hoje (19), aconteceu a primeira parte da VI Conferência Municipal de Saúde no Clube Cultural. A Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Cyrlene Rodrigues, deu as boas-vindas aos presentes, destacando a importância do evento e desejando que o dia fosse produtivo para todos.

Logo depois, o Prefeito Marcelo Pedreira, parabenizou os Profissionais de Saúde pelos excelentes serviços prestados à população durante a pandemia causada pelo coronavírus, ressaltou a identidade que a saúde municipal está tomando, haja vista que os investimentos estão sendo feitos para nos tornar, na medida do que for possível, independentes. Marcelo destacou a informatização da pasta através do e-SUS, a valorização dos colaboradores da pasta e disse que todos os investimentos feitos, levaram ao resultado expressivo, de primeiro lugar em saúde na região e vigésimo terceiro lugar na Bahia. “com muita garra e determinação, vocês mostraram que Governador Mangabeira, com menos recursos financeiros, menos material humano, está dando certo.” Declarou.

Continuando, o Secretário de Saúde, Tiago Mendonça, iniciou sua fala destacando os avanços realizados na pasta, desde o ano de 2017. Tiago trouxe números atualizados sobre a saúde, que demonstram o trabalho árduo, mas correto, que a Sesau vem realizando com responsabilidade, pois o SUS é de todos. O Secretário parabenizou os profissionais pelo desempenho consolidado pelos indicadores e ressaltou que é possível fazer ainda mais, pois, temos capacidade operacional de melhorar o que já está bom. Segundo ele “hoje nós podemos contar com uma saúde de qualidade, reconhecida não só pelos números, mas também por quem mais importa, que é a população”. Concluiu.

Ao final da manhã, o palestrante Cristiano Soster, que é Coordenador de Apoio e Desenvolvimento da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia – Sesab, tratou a respeito do tema da conferência: “O SUS é de todos: Garantia de acesso e melhoria da qualidade em todos os níveis de atenção à saúde”, além de falar da importância dos dados conseguidos através do sistema de informatização, destacando, que isso não terá serventia, se não for alinhado com o caráter humanitário do processo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Últimas Notícias

Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Aenean lacinia bibendum nulla sed